Quando o bônus não vem

Anos mais difíceis e bônus de curto prazo menores. Os incentivos de longo prazo também prejudicados, com as projeções de um mercado mais difícil por vir.

Nenhuma novidade, certo? Mais ou menos. Que a remuneração “variável” de fato “varia” parece ser de entendimento fácil para todos; mas após alguns anos de grande euforia – e em alguns mercados eu diria que beiramos a histeria do otimismo – os valores “normais” de bônus de anos anteriores, parecem hoje demasiados. E acredito que ainda se mantenham assim em um cenário futuro, pelo menos no curto prazo.

É lógico que isto gera insatisfação, e pode ser das grandes. Alguns executivos mudaram de mercado ou de empresa nos últimos 2 anos baseando-se somente nos ganhos potenciais de bônus da nova posição. O que ocorre, é que há 2 anos, o potencial de bônus era baseado nos anos anteriores, que de fato foram melhores do que foram 2013 e 2014.

imagesA valorização de ações – para o variável de longo prazo – também impactou negativamente muitos executivos. Se você é um deles, saiba que não adianta culpar a sua atual empresa nem o mercado no qual você atua, porque a questão é mais ampla do que isso. E buscar uma nova posição no mercado procurando “equalizar” a perda do que foi “prometido”, tende a ser uma ação desastrosa.

É preciso assumir: remuneração variável varia. Para cima e para baixo. É preciso se preparar para viver os dois cenários.

Mas o cenário é mais complexo do que isso. A dificuldade que muitas empresas estão sentindo (muitas sem perceber) é que uma parte considerável da sua força de trabalho começou a ser elegível a bônus justamente nos anos mais aquecidos da economia, o que gerou uma impressão para estes executivos de que àqueles valores eram o praxe, e sua repetição deveria ser esperada. Muitos adequaram seus padrões de vida e até compras de imóveis àquelas realidades.

Certos ou não, o descontentamento e a desmotivação destes executivos impactará negativamente a performance da organização. Sim, a organização precisa de uma ação de “ajuste” do passado, mas também de prevenção para que isto seja minimizado no futuro.

Você pode até achar que não é papel da organização pensar nisso e nem se meter neste tipo de questão junto à vida de seus executivos, mas eu penso que é. A relação de trabalho hoje é muito mais complexa do que era na Era Industrial. Se quisermos uma performance e uma atitude de dono de nossos profissionais, temos que lhes proporcionar outro tipo de ambiente e atuação profissional. Eu já havia abordado isto em outro post.

Somente achar que um bônus ruim faz parte do jogo e que seus executivos entenderão perfeitamente esta equação, será o maior erro das organizações. Isto, porque executivos (mesmo sem uma razão lógica) atribuem maus resultados de bônus à todas as variáveis menos à si, e provavelmente a “culpa” será atribuída – consciente ou inconscientemente – à empresa ou à sua gestão.

Por isto, é preciso fazer diferente e não tratar o bônus como uma caixa preta a ser aberta em um dia específico do ano. Neste quesito, surpresas não são bem-vindas. Ainda mais com um cenário em que não somente para as posições executivas, a remuneração variável começa a ter um peso relevante da remuneração total.

Pense nisso. Mas não só pense.

BOA SORTE!

por, Marcelo Cuellar

Anúncios

Um comentário sobre “Quando o bônus não vem

  1. É análogo as empresas que tem horas extras como “praxe”. Ao se fazer uma revisão e otimização dos processos as horas extras não são mais necessárias ( aliás, horas extra é erro administrativo, salvo uma emergência ) e, á partir daí o funcionário não tem mais aquela “renda”, gerando um descontentamento.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s